Satélite Amazonia 1 embarca de São Jose dos Campos para a Índia

O Amazônia I foi produzido em São Jose dos Campos por engenheiros e cientistas do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)

Crédito: Lucaz Lacaz Ruiz/A13
Lucaz Lacaz Ruiz/A13

Embarcou ainda na manhã desta terça-feira (22) o satélite Amazônia 1, o primeiro satélite de observação da Terra, genuinamente brasileiro. A bordo de um avião cargueiro da Emirates que decolou do aeroporto de São Jose dos Campos, o satélite segue para a índia, onde está previsto seu lançamento ao espaço em fevereiro de 2021.

Uma operação especial foi preparada para que o embarque do Amazônia I, produzido pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o primeiro projetado e operado pelo Brasil.  Sua missão é coletar dados (imagens) de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica.

O Boeing B777 saiu de São Jose dos Campos ainda na manhã desta terça-feira, com destino a Dacar, no Senegal para uma escala técnica, e depois segue para Dubai, nos Emirados Árabes, de onde será levada para a base de lançamento na Índia

100% nacional - O Amazônia I foi pensado para ter 100% de autonomia nacional. Tem 2,5 metros de altura e pesa 640 kg e foi desenvolvido por engenheiros brasileiros do INPE, de São Jose dos Campos, ao longo de 12 anos. De acordo com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI ), o satélite conta com seis quilômetros de fios e 14 mil conexões elétricas. O Amazonia 1 será o terceiro satélite brasileiro de sensoriamento remoto em operação, junto ao CBERS-4 e ao CBERS-4A.

Operação – O satélites Amazonia 1 tem lançamento previsto para fevereiro de 2021, para  órbita Sol síncrona (polar), projetado para gerar imagens do planeta a cada 5 dias. Para isso, possui um imageador óptico de visada larga (câmera com 3 bandas de frequências no espectro visível VIS e 1 banda próxima do infravermelho Near Infrared ou NIR) capaz de observar uma faixa de aproximadamente 850 km com 64 metros de resolução