Pindamonhangaba: GV do Brasil tem protesto de trabalhadores por reajuste de salário

Paralisação durou duas horas nesta quinta-feira

Pindamonhangaba: GV do Brasil tem protesto de trabalhadores por reajuste de salário
Crédito: Guilherme Moura

Em Pindamonhangaba, trabalhadores da siderúrgica GV do Brasil fizeram nesta quinta-feira (4) uma paralisação de duas horas pela Campanha Salarial. A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos de Pinda e Região.

De acordo com a entidade, a empresa tem mantido boa produção ao longo do ano, inclusive com contratações. O protesto foi aprovado em assembleia. O presidente do sindicato, André Oliveira, pontua que várias reuniões já ocorreram e a empresa continua se recusando a pagar qualquer valor de reajuste salarial.

"É um absurdo a empresa não querer pagar nada, com o aumento de produção que ela teve este ano. Uma empresa que não investe em segurança, que toda semana tem incidente e condições precárias de trabalho. Se não houver avanço nas negociações, os protestos serão intensificados", disse Oliveira.

O índice de inflação do período da categoria calculado pelo INPC é de 10,42%. O sindicato também critica o excesso de pressão por produção, inclusive com casos de assédio moral, assim como o excesso de incidentes no setor de logística e o excesso de poeira no setor de aciaria.

A GV do Brasil, do grupo mexicano Simec, atua no ramo do aço para construção civil e tem cerca de 430 funcionários.