Pindamonhangaba busca modelo de conectividade por mais segurança e empreendimentos inteligentes

Danilo Velloso: "Queremos expandir isso e termos uma cidade digital, onde cada pessoa, cada empresário, cada investidor possa ter acesso a serviços eficientes, modernos e humanos”

Pindamonhangaba busca modelo de conectividade por mais segurança e empreendimentos inteligentes
Secretária de Obras e Planejamento, Marcela Franco, e secretário adjunto de Administração, Danilo Velloso(Crédito: Divulgação/PMP)

Da Redação Imagine que você está em um ponto de ônibus e descobre que ali tem tomada USB para carregar o celular? Conectividade é, certamente, o termo mais ouvido na atual administração de Pindamonhangaba. O termo significa otimização por meio de tecnologia digital, que por sua vez gera economicidade, palavra mais usada no início da primeira gestão do prefeito Isael Domingues (PL).

Nesta quinta-feira (12), aconteceu no auditório da Prefeitura de Pindamonhangaba o lançamento do programa Câmeras Integradas ao CSI – Centro de Segurança Integrada - e Empreendimentos Inteligentes. O encontro contou a participação de vereadores e empresários de diversos setores.

Danilo Velloso, secretário adjunto de Administração e responsável por tecnologia e inovação da Prefeitura, fez uma explanação sobre a grande transformação pela qual a cidade tem passado nos últimos anos. O carro-chefe dessa mudança é pautado sobre a busca de se tornar uma cidade inteligente, não apenas certificada, mas principalmente habilitada.

“Buscamos a eficientização dos serviços, para obtermos resultados sólidos, e melhorando nossos indicadores. Queremos expandir isso e termos uma cidade digital, onde cada pessoa, cada empresário, cada investidor possa ter acesso a serviços eficientes, modernos e humanos”, disse.

1.400 câmeras - Velloso ressaltou destacou o avanço que representam as Câmeras Integradas ao CSI. De acordo com ele, a doação ou cessão de câmeras ao município vai permitir expandir ainda mais o monitoramento da cidade em segurança pública.

“Hoje temos cerca de 1.400 câmeras conectadas, mais de 2 mil sensores, que detectam placa do veículo, cor de camisa das pessoas, leitura facial e comportamental. Com apoio da iniciativa privada, podemos aumentar esses números e conectar toda a cidade, permitindo ampliação e melhorias na segurança pública e sistema integrado de tecnologia”.

O secretário explicou que, quando o empresário adota o sistema poderão, por exemplo, utilizar um selo em seus estabelecimentos e conectar imagens ao CSI, possibilitando um monitoramento em tempo real e garantindo mais segurança ao patrimônio e às pessoas.

“Qualquer atividade suspeita ou ocorrência será verifica no mesmo momento, e poderemos atuar em combate e prevenção, com suporte da Guarda Municipal e Polícia Militar”.

Cidade conectada - Outro ponto ressaltado foi a implantação de empreendimentos inteligentes. Com uma cidade moderna e conectada, é possível a criação de projetos que atendam todos os requisitos necessários para qualidade de vida.

A secretária de Obras e Planejamento Marcela Franco destacou que “cidade inteligente representa, dentre várias possibilidades, conectividade, característica que leva à integração”. Com este conceito de conectividade e integração, explica a secretária, o município pretende possibilitar a implantação de empreendimentos inteligentes.

“A ideia é propor a criação de loteamentos inteligentes, integrados e eficientes. Desta forma, quando as áreas foram desenhadas, que já seja planejado locais para pontos de ônibus, pontos comerciais, escolas e serviços públicos. E podemos integrar essas informações, criando áreas com infraestrutura completa, que atendam aos anseios da população, valorizando assim os imóveis e tornando a qualidade de vida ainda melhor”, completou.

Marcela Franco citou a possibilidade de instituir IPTU verde, com programas de benefícios para construções inteligentes, sustentáveis e inovadoras, permitindo o acréscimo de pontos a quem criar áreas e imóveis com estes conceitos.

O prefeito Dr. Isael Domingues frisou o aspecto humano que as cidades precisam ter. “Devemos aliar tecnologia à humanização, permitindo que a cidade cresça com qualidade, para termos uma visão de futuro. Permitindo a utilização de dados e informações a favor dos empresários para o crescimento ordenado e sustentável de Pinda. Agradeço a todos vocês pela parceira, pelo empenho e por trabalharem pela cidade. Temos uma Prefeitura que busca o diálogo com a Câmara e aberta a novas propostas. Neste sentido que vamos agir, sempre buscando as melhores soluções para a cidade e para a população”, finalizou.

Com informações da Prefeitura de Pindamonhangaba