Museu de Pindamonhangaba reabre suas portas com exposição “O Tempo não para”

Principal espaço artístico-cultural do município oferece exposições de longa duração e história de personalidades pindenses

Museu de Pindamonhangaba reabre suas portas com exposição “O Tempo não para”

Da Redação O Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina está reaberto a partir desta quarta-feira (9) para visitação pública. A reabertura consciente conta com todas as medidas de prevenção e número reduzido de atendimento.

De portas abertas para seus visitantes, o principal espaço cultural e de relevãncia histórica do município oferece exposições de longa duração sobre a construção do prédio e sua história e a história de personalidades pindenses. Além desses atrativos, o Museu está com a nova exposição temporária “O Tempo não pára”.

A exposição traz no seu título a obra homônima de Cazuza, fazendo referência ao período de pandemia do coronavírus, em que tudo ‘parou’ menos o tempo, levando à reflexão e falando de uma das mais antigas invenções humanas: o relógio.

Para visitar - O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas e a capacidade máxima é de 32 pessoas. No local, além da obrigatoriedade de máscaras, estão disponiblizados de álcool em gel e orientações para o distanciamento.

Para garantir ainda mais a segurança, o Museu está inovando, utilizando o QR code em todas as salas. A tecnologia adotada visa a auto visitação. Ao direcionar seu aparelho smartphone/tablet para ao QR code, o visitante tem as informações da exposição daquele ambiente. Alguns aparelhos são necessários baixar um app de leitura de QR code.

Outro procedimento adotado é o circuito sinalizado por placas indicativas.