Guaratinguetá: PM Ambiental faz autuação por caça ilegal na zona rural

Equipe apreendeu uma arma de fogo e pássaro mantido em cativeiro no bairro Água Branca

Guaratinguetá: PM Ambiental faz autuação por caça ilegal na zona rural
Crédito: Polícia Militar Ambiental

Da Redação Uma denúncia anônima sobre caça ilegal em Guaratinguetá levou a Polícia Militar Ambiental até a zona rural da cidade na tarde desta quinta-feira (13). Os patrulheiros chegaram até uma propriedade no bairro Água Branca.

Durante fiscalização no local, a PM Ambiental constatou um pássaro mantido em cativeiro e ainda uma arma de fogo calibre 22, irregular, e dezessete munições, que foram apreendidos. O responsável pela propriedade confessou aos policiais que não tinha autorização para manter a ave em cativeiro.

O homem de 70 anos foi liberado após pagar fiança de R$ 1,1 mil e vai responder por posse irregular de arma de fogo. Pela PM Ambiental ele ainda foi multado em R$ 500, por manter ave da fauna silvestre em cativeiro.

A ave, da espécie Pássaro Preto, foi destinada ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) localizado em Lorena.

A ocorrência foi apresentada no distrito policial de Guaratinguetá.