Embraer e Exército Brasileiro anunciam desenvolvimento de radar nacional para a defesa antiaérea do país

Equipamento de alta tecnologia vai fortalecer o portfólio de produtos da Embraer como oferta à exportação de sistemas de defesa integrados

Embraer e Exército Brasileiro anunciam desenvolvimento de radar nacional para a defesa antiaérea do país
Crédito: Embraer

A Embraer e o Exército Brasileiro (EB) apresentaram nesta semana o radar SABER M200 VIGILANTE, um aparelho detector aéreo antecipado, desenvolvido para a defesa antiaérea do país.

O evento foi realizado na unidade Embraer de Campinas. O acordo de cooperação técnica entre Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) da Embraer e o Exército Brasileiro (EB) foi assinado na quinta-feira (9).

Desenvolvido em conjunto com o Governo Brasileiro, o radar nacional foi pensado para atender às unidades de defesa antiaérea do país, com vistas também ao incremento do portfólio de produtos da Embraer e à exportação de sistemas de defesa integrados.

O acordo prevê a concepção e desenvolvimento do Sistema Radar de Contrabateria (SRCB). O equipamento é leve e de fácil transporte. Seu desenvolvimento prevê a capacidade de enfrentar quaisquer condições atmosféricas e suas variações climáticas, típicas de um país como o Brasil.

 “Estamos orgulhosos em presenciar este evento, em conjunto com a Embraer. Ao longo de mais de 15 anos de trabalho conjunto, a sinergia entre Exército e Embraer permitiu alcançar a autonomia nacional no desenvolvimento da capacidade tecnológica dos agora radares digitais, com tecnologia phased array, que em breve ampliarão as capacidades da nossa tropa, mantendo a operação continuada com o apoio da nossa Base Industrial da Defesa (BID)”, disse o General de Exército Guido Amin Naves, Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) do Exército.

O novo radar terrestre nacional terá como finalidade o atendimento das necessidades das Forças Armadas Brasileiras nas suas missões de vigilância de baixa altura destinadas à defesa antiaérea. Poderá ser empregado em funções como operações de paz, defesa externa e operações que exijam garantia da lei e da ordem, além de proteção à empresas, usinas e áreas governamentais.

O objetivo principal do sonar SABER M200 VIGILANTE é o de equipar as Unidades de Artilharia Antiaérea da Força Terrestre. O significado de sua concepção para a defesa do território brasileiro será o de possuir uma das mais atualizas tecnologias de radares disponíveis em poucos países.

“Celebramos neste evento uma importante etapa na colaboração com o Exército Brasileiro. Para a apresentação do primeiro radar SABER M200 VIGILANTE, vários desafios tecnológicos foram superados em conjunto com o Exército ao longo de seu desenvolvimento, valendo-nos das capacidades de engenharia e de processos de gestão de projetos complexos da Embraer. A adoção do radar e o início de operação pela Força Terrestre será fundamental para validação e endosso da solução visando futuras exportações”, disse Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança.

Esse novo desenvolvimento passará a integrar a família de radares nacionais, que já conta com o radar SABER M60, destinado à busca de alvos aéreos e que atua integrado a um Centro de Operações Antiaéreas, e o radar SENTIR M20, destinado ao monitoramento de alvos terrestres e em uso no Sistema de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON). Além disso, a família de radares nacionais em breve contará também com um novo resultado de pesquisa e desenvolvimento, o radar SABER M200 Multimissão, o qual será destinado a integrar Sistemas de Defesa Antiaérea de Média Altura.

Tais esforços do Exército Brasileiro e da Embraer contaram com apoio da BID e de órgãos de fomento, destacando-se as contribuições da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e do Banco Nacional de desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Com informações da Embraer