Cesta básica no Vale do Paraíba fica R$ 44 mais cara em setembro, aponta Nupes

Em um ano, kit de primeiras necessidades sofreu aumento R$ 428,35

Cesta básica no Vale do Paraíba fica R$ 44 mais cara em setembro, aponta Nupes

Da Redação O Núcleo de Pesquisas Econômico-sociais (Nupes) da Universidade de Taubaté divulgou nesta sexta-feira (8) mais um resultado da pesquisa mensal do custo de produtos básicos para o consumidor.

O levantamento aponta aumento de 2,01% no preço médio da cesta básica no Vale do Paraíba no mês de setembro. Segundo a tabela elaborada pelo Nupes, em agosto, o aumento detectado foi de 3,05%.

A coleta de preços é feita semanalmente em 18 supermercados dos municípios de São Jose dos Campos, Taubaté, Caçapava e Campos do Jordão. O kit de primeiras necessidades leva em consideração alimentos, produtos de higiene pessoal e limpeza para uma família brasileira padrão com poder de compra de até 5 salários mínimos vigentes.

Em estabelecimentos de Taubaté, o item alimento teve o maior avanço percentual (+2,62%), mas é a cidade onde se pratica o menor preço na região (R$ 2.166,84). Caçapava continua vendendo a cesta básica mais cara do Vale (R$ 2.304,89).

Tomate foi o maior vilão das compras em setembro, com um aumento médio de 20,75%. Em seguida, tiveram reajustes para cima a carne de frango (+13,07%) e a mandioca (+10,43%). Os produtos que tiveram preços reduzidos foram a abobrinha (-26,83%), cenoura (-13,18%) e o alface (-7,23%).

R$ 43,94 no mês - Embora menor que em julho, a variação positiva impacta a economia familiar com o avanço nos preço de produtos comercializados em setembro. Nesse período, o valor da cesta subiu de R$ 2.185,65 para R$ 2.229,59, ou seja, R$ 43,94 mais cara em setembro quando comparada ao período anterior.

R$ 428,35 no ano - De acordo com o Nupes, a cesta básica atingiu em um ano aumento de +23,78%, que em termos de valor representa subida de R$ 428,35 na comparação com o setembro de 2020. Esse percentual de alta da cesta é bem superior a inflação acumulada, conforme o IPCA 15 (prévia da inflação) medida pelo IBGE que foi de + 10,05%, no mesmo período.

Perda de renda - O Nupes destaca a perda de renda das famílias no mês de setembro. No período, a disponibilidade para outras despesas ficou em R$ 3.270,41, valor inferior ao verificado em agosto de 2021 que foi de R$ 3.314,35. Isso significa uma perda de capacidade de consumo e redução de bem-estar das famílias.

No Vale do Paraíba, a compra de uma cesta básica comprometeu 39,73% da renda familiar em agosto e 40,53% em setembro.