Acordo com os metalúrgicos de Pinda garante reajuste de salário igual ou superior a 10,42% para a categoria

Categoria é a que mais emprega na cidade, com 7.254 trabalhadores

Acordo com os metalúrgicos de Pinda garante reajuste de salário igual ou superior a 10,42% para a categoria
assembleia na Tenaris Confab durante a campanha salarial (Crédito: Guilherme Moura)

Após negociação, os trabalhadores metalúrgicos de Pindamonhangaba conseguiram reajuste salarial igual ou superior a 10,42%. Segundo informou o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, a categoria é a que mais emprega na cidade, com 7.254 trabalhadores.

De acordo com o sindicato, em algumas fábricas, como Novelis, Elfer e Bontaz, foi possível ter aumento real, chegando a 10,50%.  Na segunda-feira (18) foi aprovada a proposta na Incomisa, com 10,50% e também um abono salarial.

Na terça-feira, foi aprovado acordo na Tenaris Confab, com um pacote de benefícios, incluindo a implantação de um cartão alimentação. Negociações ainda estão em andamento na Gerdau, GV do Brasil e outras empresas.

A proposta geral, que engloba toda a categoria, foi aprovada em assembleia na sede da entidade na sexta-feira, dia 15. Além do reajuste da inflação, de 10,42%, ela tem a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho, com direitos específicos dos metalúrgicos.

Segundo o presidente do sindicato, André Oliveira, isso é resultado de uma negociação ampla, que envolve 13 sindicatos e 200 mil metalúrgicos por meio da FEM-CUT/SP (Federação dos Metalúrgicos da CUT). André destaca que foram quatro meses de negociação.

“Os representantes patronais não queriam pagar nem metade da inflação. Teve proposta de 4%, reajuste parcelado em três vezes. Se hoje temos inflação integral, sem parcelar, com todos os direitos, foi graças às mobilizações, como as que ocorreram na Gerdau, na Novelis e na Tenaris Confab”, disse André.

Ainda de acordo com o presidente da entidade, a atuação do sindicato segue a realidade de produção de cada empresa.  “O ramo metalúrgico, diferente dos outros, teve um ano com aumento de produção, aumento de faturamento e até contratações, e o esforço do sindicato é para que o trabalhador, que se empenhou pra dar conta dessa produção, se arriscando em ano de pandemia, seja reconhecido”.

Postos de trabalho - Segundo dados do Caged, de janeiro a agosto deste ano, Pindamonhangaba gerou, apenas no setor metalúrgico, 626 novos postos de trabalho.